top of page

Taxas de juros das operações de crédito registram a 7ª queda consecutiva




 As taxas de juros das operações de crédito registraram uma nova queda em janeiro de 2024, marcando a sétima redução consecutiva. Isso é o aponta a Pesquisa de Juros da ANEFAC. Segundo Miguel José Ribeiro de Oliveira, diretor executivo da entidade, esta tendência foi observada em resposta à redução da taxa básica de juros (SELIC) pelo Banco Central em sua última reunião do Comitê de Política Monetária (COPOM), aliada à expectativa de novas reduções nas próximas reuniões.


O recente ciclo de redução da SELIC tem sido uma resposta às condições econômicas desafiadoras, caracterizadas pelo elevado risco de crédito, endividamento crescente, inflação em alta e seus impactos na renda, além do desemprego em níveis preocupantes. Na visão de Oliveira, esses fatores sugerem uma pressão ascendente sobre as taxas de juros das operações de crédito.


No entanto, a postura adotada pelo BC ao sinalizar a continuidade dessa política de flexibilização monetária, pode contrabalançar esses fatores e contribuir para a manutenção ou mesmo redução das taxas de juros nas operações de crédito nos próximos meses.


Para acessar os documentos, clique abaixo: 

 

Pessoa Física

Das seis linhas de crédito pesquisadas, todas reduziram suas taxas de juros no mês.

A taxa de juros média geral para pessoa física apresentou uma redução de 0,06 ponto percentual no mês (1,49 ponto percentual no ano) correspondente a uma redução de 0,88% no mês (1,23% em doze meses) passando a mesma de 6,84% ao mês (121,21% ao ano) em dezembro/2023 para 6,78% ao mês (119,72% ao ano) em janeiro/2024 sendo esta a menor taxa de juros desde junho/2022.

 

Pessoa Jurídica

Das três linhas de crédito pesquisadas, todas reduziram suas taxas de juros no mês.

A taxa de juros média geral para pessoa jurídica apresentou uma redução de 0,06 ponto percentual no mês (1,09 ponto percentual no ano) correspondente a uma redução de 1,55% no mês (1,88% em doze meses) passando a mesma de 3,88% ao mês (57,90% ao ano) em dezembro/2023 para 3,82% ao mês (56,81% ao ano) em janeiro/2024, sendo esta a menor taxa de juros desde maio/2022.

 

Taxa de juros x Selic

Considerando todas as elevações da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde janeiro/2021, tivemos neste período (janeiro/2021 a janeiro/2024) uma elevação da Selic de 9,25 pontos percentuais (elevação de 462,50%) de 2,00% ao ano em janeiro/2021 para 11,25% ao ano em janeiro/2024.

Neste período a taxa de juros média para pessoa física apresentou uma elevação de 27,13 pontos percentuais (elevação de 29,30%) de 92,59% ao ano em janeiro/2021 para 119,72% ao ano em janeiro/2024.

Nas operações de crédito para pessoa jurídica houve uma elevação de 15,61 pontos percentuais (elevação de 37,89%) de 41,20% ao ano em janeiro/2021 para 56,81% ao ano em janeiro/2024.

 

19 visualizações0 comentário
bottom of page