top of page

HISTÓRIA

O Prêmio ANEFAC - Troféu Transparência - foi criado em 1997, idealizado por Álvaro Ricardino, que àquela época cursava o mestrado em Contabilidade e Controladoria na FEA/USP e era diretor de comunicação da ANEFAC, com o objetivo de reconhecer e homenagear as empresas que possuem as melhores práticas de transparência em informações contábeis, publicadas ao mercado por meio de suas demonstrações financeiras. Desde o nascimento do Prêmio, a ANEFAC promove constantes e importantes atualizações no seu desenvolvimento, aperfeiçoando os critérios de avaliação, a comissão julgadora e a divisão das categorias, mas sem alterar a sua essência. 

​ 

O Prêmio, que ficou conhecido como o “Oscar da Contabilidade”, é uma iniciativa da ANEFAC. Sendo a única premiação da categoria no Brasil, as ganhadoras são contempladas após análise das demonstrações financeiras publicadas. Entre os critérios para chegar às ganhadoras estão: Relatório da Administração, Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado, Demonstração do Resultado Abrangente, Demonstração das Mutações Patrimoniais, Demonstração dos Fluxos de Caixa, Demonstração do Valor Adicionado, Notas Explicativas e Relatório dos auditores independentes. Ainda a clareza e inclusão de informações adicionais, as ações de integração com a comunidade, a preocupação com o meio ambiente e ações de sustentabilidade, relacionamento com os seus stakeholders, gerenciamento da sua governança corporativa, políticas e comitês entre outros.  

 

​            

Para concorrer ao Prêmio não há inscrição. A regra é seguir as melhores práticas de governança, num esforço para apresentar o conjunto de informações mais objetivas e claras para o mercado. 

 

Em 2022, a ANEFAC procurou reforçar as boas práticas de governança do Troféu Transparência em consonância com as demandas do mercado, incluindo o ESG, aperfeiçoando o que já era um sucesso. Com certeza, iniciamos um novo e importante capítulo na história desse consagrado Prêmio. 

Durante os primeiros 25 anos da premiação, a responsável técnica pela avaliação das ganhadoras do Troféu Transparência foi a Fipecafi. Em 2022, quando a premiação completou 26 anos, novos e importantes parceiros chegaram para somar ao grupo de avaliadores.    

Seguindo com o exímio rigor técnico praticado em todos esses anos e com a participação de especialistas renomados e de grande saber, o fluxo de avaliação das demonstrações financeiras ganhadoras do Troféu Transparência, dentro da estrutura organizacional da ANEFAC, a partir de 2022, começa com a Diretoria Executiva do Prêmio, passa para o Comitê Técnico, depois para o Comitê Acadêmico e por último para a Comissão Julgadora. 

Diretoria Executiva do Prêmio: Define o regulamento do Troféu Transparência e têm como Responsabilidades: o desenvolvimento de parcerias comerciais e definição operacional do evento como um todo, além da Indicação dos membros do Comitê Técnico e da Comissão de Julgadora. 

Comitê Técnico: Responsabilidades: Definição dos critérios de avaliação, relacionamento com as Instituições avaliadoras, operacionalização do prêmio - Seleção de DF’s, para envio às IES, Compilação dos resultados das IES para envio à Comissão Julgadora. 

Comissão Julgadora: Responsável pela Aprovação dos critérios de avaliação, e validação dos membros do Comitê Técnico. E ainda seleciona as ganhadoras do prêmio avaliadas pelo comitê acadêmico, e define uma empresa destaque em cada categoria. 

Em 2022 todo o processo de seleção e avaliação pelos Comitês classificou as empresas em três categorias, que na avaliação deles, permite melhor reconhecimento das suas estruturas de governança, reportes financeiros e contábeis: 

1a. categoria - empresas com receita líquida abaixo de R$5 bilhões; 

2a. categoria - empresas com receita líquida de R$5 a 20 bilhões; e, 

3a. categoria - empresas com receita líquida acima de R$20 bilhões. 

Na 26° Edição do Prêmio a Comissão Julgadora examinou e avaliou as empresas selecionadas pelo Comitê Acadêmico e selecionou, em cada categoria de receita líquida, as 10 Demonstrações Financeiras com melhor qualidade das informações detalhadas e tomadas em conjunto, com objetiva comunicação com o público usuário e que transmitem clara sensação de transparência. E esse grupo ainda eleige 1 empresa destaque em cada categoria. 

Desde a 1ª edição do Troféu Transparência, temos a responsabilidade de preservar a lisura no processo de escolha das empresas premiadas, trabalhando com muita seriedade na revisão crítica das demonstrações financeiras divulgadas e respeitando a forma exigida pela legislação societária e pelo mercado. O regulamento e os critérios de avaliação podem ser conferidos na página da ANEFAC. 

Muitas são as variáveis que irão determinar o futuro dos negócios, mas com certeza a transparência é imprescindível! A ANEFAC há 54 anos defende essa bandeira e traz essa edição do Prêmio com o tema:  O Futuro é a Transparência. 

Reconhecendo Empresas na Nova Era de Responsabilidades.png
bottom of page